acessibilidade

Início do conteúdo da página

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO


Avaliação de Desempenho Funcional
Avaliação de Desempenho Funcional 2019

 



- Definição
A avaliação de desempenho funcional ocorre uma vez ao ano e tem como objetivo aferir o desempenho individual dos servidores, além disso, por meio dos fatores mediadores restritivos e facilitadores são avaliadas as condições físicas e ambientais do trabalho, o investimento institucional no processo de capacitação continuada, os processos de comunicação interna da Instituição e a relação com a chefia. A média das duas últimas avaliações serve como base para a análise da concessão de progressão por mérito.
 
- Documentos necessários
Preenchimento de formulário online.
 
- Procedimentos
Elaboração e divulgação de calendário de avaliação de desempenho anual;
Preenchimento da autoavaliação, pelo servidor, no sistema de avaliação de desempenho;
Realização da avaliação do servidor, pela chefia imediata, via sistema de avaliação de desempenho;
Divulgação do resultado da avaliação de desempenho;
Em caso de recursos, a Seção de Avaliação Funcional e Estágio Probatório - SEAFE realiza a abertura de processo de recurso e encaminha para manifestação da chefia ou Conselho Diretor;
O processo é encaminhado para pronunciamento da Comissão Interna de Supervsão-CIS;
Nos casos em que o Conselho Diretor ou a Chefia imediata não acolher integralmente o recurso interposto, a matéria deverá ser remetida ao COUNI, depois de manifestação da CIS.
 
- Fluxo do processo
Recurso: SERVIDOR - SEAFE/PROGESP - CHEFIA IMEDIATA ou CONSELHO DIRETOR - CIS - COUNI, caso chefia/conselho diretor não acolha integralmente;
 
- Unidade de referência
Seção de Avaliação Funcional e Estágio Probatório
SEAFE/DIDA/CODAS/PROGESP
Fone: (67) 3410-2776
E-mail: progesp.seafe@ufgd.edu.br
 
- Informações gerais
Em ambas as etapas, autoavaliação e pela chefia imediata, os fatores de avaliação do desempenho funcional são divididos em 10 (dez) grupos, conforme relação a seguir:
1 – Comportamento ético;
2 – Trabalho em equipe;
3 – Atendimento ao usuário;
4 – Conhecimento técnico;
5 – Resolução de problemas;
6 – Responsabilidade;
7 – Autodesenvolvimento;
8 – Busca de resultados;
9 – Capacidade de adaptação;
10 – Negociação de conflitos.
Na avaliação será atribuída pontuação de 0,0 (zero) a 10 (dez) para cada fator, numa escala de unidades e décimos, tendo como resultante a somatória da pontuação numérica de todos os fatores da etapa.
 
- Fundamentos legais
Resolução COUNI nº. 99, de 22 de setembro de 2008.
 
- Downloads
Não há

 


Fim do conteúdo da página